13°C 27°C
Belo Horizonte, MG
Publicidade

Administração do estacionamento desagrada clientes e funcionários do Aeroporto de Maceió

O estacionamento reflete a retomada das operações aos níveis de 2019 e a crescente procura de passageiros

22/11/2022 às 16h50 Atualizada em 22/11/2022 às 16h59
Por: Renato Ilha Fonte: Sindiaero-AL
Compartilhe:
À frente do Aeroporto de Maceió, a ampla área do estacionamento
À frente do Aeroporto de Maceió, a ampla área do estacionamento

Depois que a gestora espanhola Aena Desarrollo Internacional passou a administrar o Aeroporto de Maceió, no começo de 2020, e concedeu à empresa Estapar Reserva o direto de administrar o estacionamento, clientes e funcionários do aeródromo passaram a conviver com desconfortos até então inexistentes. Os funcionários, que utilizam o estacionamento por razões profissionais, mantém há anos contrato de mensalista para utilização do estacionamento diariamente, por todo o ano. O presidente do Sindiaero-Alagoas cobra providências da Aena Brasil.

Infelizmente, logo ao assumir a administração do estacionamento, a empresa  aumentou o valor da mensalidade no percentual de 50%, extrapolando a referência inflacionária. Insensível às reclamações dos mensalistas, a Estapar sequer respondeu aos questionamentos.

O estacionamento reflete a retomada das operações aos níveis de 2019 e a crescente procura de passageiros, estando frequentemente lotado. Para não perder dinheiro, a empresa cercou uma área sem cobertura, sem funcionários ou câmeras de segurança e impôs a utilização do novo espaço, barrando o acesso ao estacionamento principal aos trabalhadores, que pagam em dia.

EMPRESA FORA-DA-LEI

A prepotência da maior empresa de estacionamento da América Latina faz com que ela descumpra os termos do contrato, que assegura aos profissionais do aeroporto o acesso a um estacionamento coberto, com câmeras e funcionários no atendimento.

O item 2.1 das Normas de Utilização do Estacionamento - Modalidade Mensalista ("Regras de Uso e Funcionamento do Estacionamento") estabelece que "O cadastro do cliente na modalidade mensalista dá direito, mediante uso do cartão de acesso fornecido pela Estapar, à guarda do veículo no estacionamento Estapar que o cliente escolheu no momento do cadastro."  

Além da quebra de contrato, a empresa comete o crime da discriminação entre usuários, que são igualmente clientes.

"O FRUTO PODRE"

Cristiano Calheiros, presidente do Sindicato dos Aeroviários de Alagoas (Sindiaero-AL) argumenta que, na condição de líder mundial em gestão aeroportuária, a Aena deveria questionar o comportamento antipático da Estapar perante clientes e funcionários do aeródromo e cobrar reparação.  

Diante dos fatos, Calheiros recorre a um ditado popular: “um fruto podre estraga todo cesto e, dependendo a situação, consegue contaminar todo pomar". Para o sindicalista, "como acontece em todos os cenários, inclusive no mundo aeroportuário, as 'laranjas podres' podem contaminar o ambiente por inteiro. 

A Aena está presente na Espanha (46 aeroportos e 2 heliportos), Reino Unido (aeroporto de Londres-Luton), México (12 aeroportos), Colômbia (2 aeroportos) e Jamaica (2 aeroportos). Desde o primeiro trimestre de 2020, a empresa gerencia seis aeroportos da região nordeste do Brasil, que registraram em 2019 um tráfego de mais de 13,8 milhões de passageiros, 6,5% do total do tráfego brasileiro. 

Renato Ilha, jornalista (Fenaj 10.300)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Belo Horizonte, MG
22°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 27°

22° Sensação
3.13km/h Vento
53% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h28 Nascer do sol
05h24 Pôr do sol
Dom 27° 14°
Seg 27° 14°
Ter 27° 15°
Qua 28° 16°
Qui 29° 15°
Atualizado às 11h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 377,306,85 +0,45%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias