Terça, 18 de Janeiro de 2022
3123420968
Esportes CONSCIÊNCIA

Roger Machado, um ativista político dentro do futebol

Muita gente diz que futebol e política não se misturam, mas eu discordo. Viver é fazer política.

27/12/2021 13h04 Atualizada há 3 semanas
Por: Renato Ilha Fonte: The Players Tribune
Roger:
Roger: "muita gente diz que futebol e política não se misturam, mas eu discordo. Viver é fazer política".

"Acredito no futebol como uma ferramenta. Ele é meio, e não fim. O futebol tem poder de alcance muito grande, por meio da paixão e do amor. Nós vivemos estruturalmente numa sociedade cheia de preconceitos e não devemos ter vergonha de assumir que temos preconceito de algum tipo, porque nós crescemos nessa estrutura de sociedade machista. A primeira coisa que precisamos fazer para mudar é aceitar que o preconceito (racial) existe. Não falar sobre racismo, homofobia, machismo e violência doméstica não diminui os casos. Falar sobre o assunto, ter órgãos para defender a mulher, ajuda. O que falta a nossa sociedade é empatia, se colocar na condição do outro para poder entendê-lo sem julgá-lo e aceitá-lo da forma que ele é".

As palavras registradas acima foram pronunciadas por Roger Machado, em coletiva de imprensa realizada após a derrota do Bahia para o Fluminense, por 2 a 0, no estádio do Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro, no dia 12 de outubro de 2019. 

O jovem técnico de futebol disse que tenta influenciar positivamente as pessoas, seja por meio do jogo, de posicionamentos ou condutas. O futebol pode ser uma ferramenta de transformação social e que pode ser alcançada pelo jogo. Não faria sentido nenhum trabalhar num segmento em que você pode ter alcance e atingir apenas um lado. Eu me vejo também como um ativista político dentro do futebol. 

Muita gente diz que futebol e política não se misturam, mas eu discordo. Viver é fazer política. Se no final do livro da minha vida estivesse escrito: “Esse indivíduo ajudou a construir o esporte, mas acima de tudo ajudou a usá-lo como uma ferramenta de transformação”, eu estaria satisfeito e poderia morrer em paz. 

PAPO CABEÇA

Leia, a seguir, trecho do depoimento desse ex-lateral esquerdo que hoje treinador de futebol sobre a importância da leitura e cultura propriamente dita ao The Players Tribune, uma nova plataforma de mídia que produz conversas diárias sobre esportes e publica histórias em primeira pessoa de atletas profissionais. A plataforma foi fundada, em 2014, pelo ex-jogador profissional da Liga Principal de Beisebol Derek Jeter, capitão do New York Yankees por vinte anos, sendo um dos jogadores mais icônicos da história do time. 

IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS

"Cheguei às categorias de base do Grêmio aos 17, no segundo grau do colégio. A tendência para um garoto nessa situação é focar totalmente no futebol. No entanto, duas pessoas foram fundamentais para que o estudo não saísse dos meus planos. E isso me ajudou bastante ao longo da minha carreira.

Uma das minhas irmãs mais velhas, a Lena, é formada em Letras, professora de francês. A pessoa mais insistente que conheço. Sempre que eu ia viajar com a delegação para algum campeonato, ela colocava um livro no meio dos uniformes que eu levava para a concentração.

Toda vez era isso. Eu cheguei a perder a paciência com ela.

— Ô, Lena, tu colocou um livro na minha bolsa de novo?

— Bah, vai que dá vontade de ler…

— Poxa, tu sabe que eu não tenho o hábito da leitura. Não vou ler.

— Quem sabe um dia atrasa o voo, atrasa o ônibus, a viagem é longa, tu pega e sente vontade de ler… 

Te disse que ela era insistente, né?

Mas não é que um dia o ônibus atrasou, o avião não saiu no horário e… Eu peguei o livro… E comecei a ler… 

"E NÃO PAREI MAIS..."

Virei o cara que os guris do time olhavam e diziam: “Lá vem o Roger, com o livro na mão”. Eu sempre estava lendo alguma coisa no tempo livre. No aeroporto ou na concentração, na fase boa ou na fase ruim, eu mergulhava nos livros como se fosse a coisa mais importante do mundo. Eles eram meu ponto de fuga do ambiente de pressão que envolve o esporte de alto rendimento.

VALEU A INSISTÊNCIA, LENA!

A insistência da Lena valeu a pena. O hábito da leitura, esse gosto pelo acúmulo de conhecimento, me transformou em um jogador mais consciente da minha profissão, do aspecto social do futebol e das oportunidades que eu havia conquistado através dele. Também me tornou mais crítico do que acontecia à minha volta. 

Esse conhecimento tu quer dividir com mais gente. Hoje, como treinador, outro hábito que eu tenho é o de presentear meus atletas com livros. Digo a eles que, quando tu abre um livro, tu abre uma janela para o mundo. E a cada janela que tu abre, tu enxerga o mundo de um jeito diferente."

VISITE O MUSEU ESPORTIVO DE MARINGÁ 

O Grupo do Museu Esportivo de Maringá foi criado pelo jornalista Antonio Roberto de Paula em 2014. O MEM está localizado na Rua Pioneiro Domingos Salgueiro, 1415, esquina com a Avenida Carlos Borges, no Jardim Guaporé, bairro da região central de Maringá, município do Noroeste do Paraná.

Visite o MEM através do site www.museuesportivo.com.br

Renato Ilha, jornalista (Fenaj 10.300)

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Belo Horizonte - MG
Atualizado às 09h49 - Fonte: Climatempo
26°
Nuvens esparsas

Mín. 19° Máx. 31°

27° Sensação
11 km/h Vento
61% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (19/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (20/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias