Segunda, 29 de Novembro de 2021
3123420968
Cultura CRENÇA

13 de junho é o Dia de Bará e de Santo Antônio

O Dia de Bará e de Santo Antônio é comemorado no dia 13 de junho e mobiliza fiéis das crenças cristã e umbandista.

14/06/2021 12h21
Por: Renato Ilha Fonte: PMPA
A fé mobiliza fiéis das crenças cristã e umbandista.
A fé mobiliza fiéis das crenças cristã e umbandista.

Reza que Santo Antônio é Santo Casamenteiro! Ele entende os problemas sentimentais e materiais do ser humano, assim como Exus.  Por isso, aconteceu esse Sincretismo. Santo Antônio é tido como Santo Casamenteiro e a ligação com Exu porque o matrimônio sela um compromisso de continuidade dos homens por meio da família. Exu é o movimento, a dinâmica da vida , promovendo a interação entre Criador e criaturas (comunicação) e a perpetuação dos seres (reprodução).

O Dia de Bará e de Santo Antônio é comemorado no dia 13 de junho e mobiliza fiéis das crenças cristã e umbandista, referente ao sincretismo religioso de africanos e brasileiros.

O símbolo deste orixá é o falo, órgão sexual masculino, representando a fertilidade. Suas características são controvérsia, provocação, brincadeiras, astúcia e sensualidade, sendo associado por muitos ao satanás.

SINCRETISMO RELIGIOSO

Por ferir a moral cristã, a Umbanda o aculturou como divindade em que se cultuam apenas espíritos homônimos de características analógicas. 

O Exu é o orixá de ligação entre os homens e os outros orixás. Fato que o coloca próximo dos homens quase como uma cumplicidade, fazendo parte de suas vidas, desejos, ambições, sonhos, alegrias, tristeza etc. Por essa proximidade é chamado de compadre.

No sincretismo judaico cristão, Exu foi associado com a imagem de Santo Antônio, sendo Exu o próprio sentido da vida, da criação, do bem viver.

CARACTERÍSTICAS DO ORIXÁ

Dia da semana: segunda-feira.

Bebida – cachaça.

Cores – preto e vermelho ou multicolorido.

Sincretismo – Santo Antônio (considerado o “Santo Casamenteiro”).

Elementos – fogo e terra.

Plantas: pimenta, salsa, hortelã, urtiga, arruda, cansanção, mamona vermelha, tiririca (essas são populares); o uso de folhas sempre pode variar de tradição para tradição / casa para casa.

Comidas: farofa de dendê, bife acebolado, picadinho de miúdos.

Domínios: passagens, encruzilhadas, estradas, mercados, locais de movimento, caminhos, portas, entrada das casas.

Características marcantes (dos filhos de Exu): espertos, comunicativos, extrovertidos, brincalhões, amigos, ativos, apaixonados, criativos, persistentes, impulsivos.

O que ele faz? Vigia as passagens, abre e fecha caminhos, por isso, ajuda a resolver problemas da vida fora de casa e encontra caminhos para progredir. Além disso, protege contra perigos e possíveis inimigos.

BARÁ DO MERCADO DE PORTO ALEGRE

Indicado como Bem Cultural de Natureza Imaterial de Porto Alegre, o Bará do Mercado, foi aprovado pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Cultural (COMPAHC) e será inscrito como patrimônio cultural no Livro de Registro dos Lugares. Nesta quinta-feira, 7, às 17h30, será inaugurado no cruzamento central do Mercado Público o Terceiro Marco do Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre, um mosaico denominado Bará do Mercado. Feito com pedras e bronze, a obra é de Leandro Machado e Pelópidas Tebano, executada por Leonardo Posenato e Vinícius Vieira, e patrocinada pela Coordenação da Memória Cultural da Secretaria Municipal da Cultura. Na ocasião, estará disponível para visitação a exposição O Bará do Mercado, no Memorial do Mercado Público, localizado no segundo andar daquele prédio.

O pedido de registro do Bará do Mercado como patrimônio imaterial de Porto Alegre foi iniciativa de Mãe Norinha de Oxalá à Secretaria Municipal da Cultura. Segundo a Lei Municipal nº. 9.570/2004, os bens culturais de natureza imaterial podem ser registrados nas categorias de saberes, celebrações, formas de expressão e lugares. O Bará do Mercado é um espaço na encruzilhada central do Mercado Público Central de Porto Alegre, que se constitui como lugar de referência para religiosos de matriz africana.

Ali, no centro do Mercado, ocorre uma manifestação religiosa denominada Passeio e é o lugar de morada do orixá Bará. Esse orixá é compreendido como Senhor das Encruzilhadas, capaz de abrir e fechar caminhos. Saudar e cultuar o orixá Bará no Mercado Público com a intenção de obter fartura, abundância, prosperidade e a abertura de caminhos tem sido uma prática dos adeptos das religiões de matriz africana presente na história da cidade por mais de um século. Esta manifestação cultural, étnica e religiosa é uma marca histórica da territorialidade negra e da religiosidade afro-brasileira na cidade de Porto Alegre.

Renato Ilha, jornalista (Fenaj 10.300), a partir de informações da PMPA, com imagem de Vinicius Thormann

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Belo Horizonte - MG
Atualizado às 08h18 - Fonte: Climatempo
23°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 30°

23° Sensação
7 km/h Vento
89% Umidade do ar
80% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (30/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (01/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias