13°C 27°C
Belo Horizonte, MG
Publicidade

Novembro Azul destaca a importância da conscientização sobre o câncer de próstata e a saúde masculina

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil

05/11/2022 às 11h14 Atualizada em 05/11/2022 às 11h26
Por: Renato Ilha Fonte: Sociedade Brasileira de Urologia
Compartilhe:
Câncer de próstata: o cuidado nunca é demais
Câncer de próstata: o cuidado nunca é demais

A cada 7 minutos, um homem é diagnosticado com câncer de próstata no Brasil. Esse e outros dados servem de alerta sobre a necessidade de uma atuação maior sobre saúde masculina no país. E inspirado no movimento australiano chamado Movember, o Novembro Azul pretende estimular a discussão sobre os métodos de prevenção e tratamento do câncer de próstata. À semelhança do que ocorre durante o Outubro Rosa (mês de conscientização ao câncer de mama), o Novembro Azul tem como desafio diminuir preconceitos e ressaltar a importância dos exames preventivos.

A campanha intitulada Novembro Azul quer promover a cultura de prevenção visto que a atitude preventiva da população é vital para uma melhora na saúde no país. A começar pela desmistificação de tabus, pois, assim como as mulheres podem falar sobre câncer de próstata, os homens também podem falar sobre o câncer de útero. O conhecimento e a prevenção, portanto, devem estar ao alcance de todos.

O toque retal é um exame rápido e importante para o diagnóstico de câncer de próstata. O exame de toque (ou toque retal) dura de 9 a 15 segundos e é o método mais confiável para identificar se há algo de errado com a próstata.

O CÂNCER DE PRÓSTATA

A próstata é uma glândula que só o homem possui. Ela está localizada abaixo da bexiga e à frente do reto e produz o líquido prostático. Tal substância é vital para a composição do sêmen, pois protege os espermatozoides e aumenta as possibilidades reprodutivas. 

O câncer é uma multiplicação celular desordenada e sem qualidade. Essa ‘disfunção’ pode acontecer em qualquer momento da vida. As estatísticas mostram faixas etárias mais dominantes, mas como a expectativa de vida aumentou consideravelmente, estamos expostos ao aparecimento de mais doenças.

O índice de câncer de próstata no Brasil é alarmante: um a cada sete homens apresentará o câncer de próstata em algum momento da vida, como informa a Sociedade Brasileira de Urologia. Outro levantamento, realizado e divulgado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), comprova que o câncer de próstata é o tipo de câncer que mais mata brasileiros. Só em 2018 foram registrados cerca de 527 mil novos casos, sendo que metade resultaram em óbitos.

NÚMEROS CRESCENTES E PREOCUPANTES

O Brasil registra aproximadamente 80 mil novos casos de câncer de próstata por ano. Ou seja, a cada 7 minutos, temos um diagnóstico de câncer de próstata no país. E o preconceito está entre os maiores impedimentos relacionados à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de próstata. 

O exame de toque e as consequências que podem vir com a incidência do câncer de próstata assusta os homens e também as mulheres. De acordo com INCA, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, sendo o sexto tipo mais comum no mundo.

Estimular e promover conversas e palestras sobre o tema é imperativo para o combate ao preconceito e incentivar a prática preventiva entre o público masculino. Uma vez alcançada a idade de rastreio, o exame preventivo deve ser feito anualmente.

FORMAS DE PREVENÇÃO

Enquanto as mulheres iniciam os exames de rotina preventiva após o primeiro ciclo menstrual, geralmente entre 10 a 15 anos de idade, os homens passam a cogitar a possibilidade a partir dos 50 anos de idade e perdem muito tempo sem consultar um serviço de atendimento médico específico.

Se há histórico familiar, o rastreio deve começar um pouco antes, aos 45 anos de idade. A consulta pode ser feita com um clínico geral ou com um urologista e os exames cruciais são:

- Exame de PSA (exame de sangue que mede o Antígeno Prostático Específico)

- Exame de toque retal

Os dois exames são importantes e ambos precisam ser realizados. O histórico familiar e fatores como características de obesidade, por exemplo, devem ser levados em consideração. Se o paciente possui um homem de parentesco de primeiro grau que teve câncer de próstata, a chance desse paciente manifestar a doença é duas vezes maior. Se existe mais de um parente de primeiro grau que manifestou o câncer de próstata, a chance é seis vezes maior.

Os exames de rotina anuais ajudam a manter a saúde controlada e evitam que o paciente procure um profissional da saúde somente com o agravamento da situação. Realizar um "check-up" geral (laboratorial e físico), para avaliar as condições do organismo, colabora para manter a saúde em dia. 

SINAIS DE ALERTA

Dor ao urinar, dificuldade de urinar (primeiro jato), alteração no jato urinário, quando há muita vontade de urinar, mas com pouca produção, falta de pressão e excesso de gotejamento de urina são os sintomas mais comuns. 

A população negra possui predisposição genética para homens negros em manifestar o câncer de próstata e devem começar o processo de rastreio antes.

A prática de hábitos saudáveis também pode colaborar com os tratamentos. Uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos antes, durante e após tratamentos médicos, podem ajudar a evitar grande parte das doenças, incluindo os vários tipos de câncer. Tais ações contribuem para uma saúde  melhor, contra a hipertensão, a diabetes, doenças cardíacas.

Consuma mais frutas e verduras e não deixe de comer uma porção de carboidratos. Quanto mais colorido for o prato, melhor. Na hora de escolher as proteínas, dê preferência a carne branca e evite o excesso de açúcares e refrigerantes.

CÂNCER DE TESTÍCULO

O alerta sobre o câncer de próstata também serve para o câncer de testículo, um tipo de câncer que tem aparecido cada vez mais cedo, sem ser tão falado porque não há o exame de toque.

O exame nos testículos deve ser realizado mensalmente, assim como a palpação das mamas, realizada por mulheres: “A bolsa escrotal não deve estar inchada ou vermelha e o paciente não pode sentir dor ao apalpar a região”.

Os cânceres de mama, útero e de próstata são tumores que tem 90% de chances de cura quando diagnosticados e tratados precocemente. Por isso, promover uma atitude preventiva na população é mister para a melhora na saúde no país.

Renato Ilha, jornalista (Fenaj 10.300)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Belo Horizonte, MG
25°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 27°

25° Sensação
2.06km/h Vento
39% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h28 Nascer do sol
05h24 Pôr do sol
Dom 27° 14°
Seg 27° 14°
Ter 27° 15°
Qua 28° 16°
Qui 29° 15°
Atualizado às 14h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 377,072,43 +0,39%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias